Documento elaborado com base no Regulamento de Pós-Doutoramentos da FA e no Regulamento de Propinas dos Cursos de Pós-Doutoramento para o ano letivo 2013/2014, ambos de 17 de outubro de 2013. Não dispensa a leitura dos documentos originais disponíveis em http://posgraduacao.fa.ulisboa.pt/index.php/pt/documentacao/regulamentos

 

1. Organização dos cursos de Pós-Doutoramento
2. A quem se dirige e como se pode candidatar
3. Orientação
4. Direitos e Deveres
5. Dinâmica do curso
6. Matrícula, propinas ou custos de formação

 


1. Organização dos cursos de Pós-Doutoramento

Os Cursos de Pós-Doutoramento da Faculdade de Arquitetura (FA) são promovidos nas áreas de estudo de arquitetura, urbanismo e design e poderão ser frequentados individualmente, inseridos num grupo de investigação científica ou através de programas de intercâmbio internacional.

Os cursos têm a duração mínima de 6 meses e máxima de quatro anos, tendo esta que ser prorrogada anualmente mediante apresentação de parecer positivo do orientador e da respetiva comissão científica.

Os cursos de Pós-Doutoramento são igualmente coordenados pelo coordenador do 3º ciclo de estudos (Doutoramentos).

A Comissão Científica, à semelhança da coordenação, é também assegurada pelas Comissões Científicas dos Cursos de Doutoramento em arquitetura, urbanismo e design.


2. A quem se dirige e como se pode candidatar

O Curso de Pós-Doutoramento é dirigido a todos os Doutorados, cujo grau de Doutor obtido seja reconhecido pela Universidade de Lisboa.

Para efetuar a candidatura deverá preencher o formulário próprio (MOD-FA-022), dirigido ao Presidente da FA, disponível em http://posgraduacao.fa.ulisboa.pt no menu “Impressos”, submenu “Formulários” e anexar ao mesmo os seguintes documentos:

- Curriculum Vitae;

- Declaração de aceitação do orientador ou, caso não disponha de orientador, requerimento, a solicitar que lhe seja atribuído orientador;

- Plano de trabalhos;

- Declaração de intenção, se for o caso, de integrar um projeto de investigação, grupo de investigação ou unidade de prestação de serviços, bem como de integrar o CIAUD;

A candidatura poderá ser efetuada até 30 dias antes do início previsto de cada semestre e o resultado da mesma é comunicado ao candidato através de despacho do Presidente da FA.

Embora se aconselhe a que a candidatura seja feita de modo a que o início da investigação coincida com o início de cada semestre, pode também ser feita em qualquer altura do ano letivo.


3. Orientação

A orientação deverá ser sempre assegurada sob a supervisão de um orientador da FA (doutor, de categoria superior ao estudante) e, no caso de o pós-doutoramento estar inserido numa equipa de investigação científica, num grupo de investigação ou numa unidade de prestação de serviços, o orientador deverá ser parte integrante da respetiva equipa.

A supervisão poderá ficar ainda a cargo de um coorientador, mediante parecer favorável por parte do orientador.


4. Direitos e Deveres

Relativamente à inserção académica e científica do Pós-Doutorando na FA, este goza de iguais direitos e deveres que qualquer outro estudante da FA, nomeadamente:

- Tem acesso a um posto de trabalho (sala partilhada com os alunos de Doutoramento);

- Pode solicitar integração no CIAUD;

- Pode frequentar UC’s de 2º e 3º ciclo, desde que previstas no plano de trabalhos e mediante parecer favorável do Orientador;

- Pode participar de programas de mobilidades;

- Pode desenvolver estágio docente;


5. Dinâmica do curso

O aluno de Pós-Doutoramento deverá apresentar um relatório anual, ou um relatório semestral caso a duração do curso, definido no plano de trabalhos, seja inferior a um ano.

No final do prazo estipulado no plano de trabalho ou findo o prazo de duração máxima do curso (4 anos), deverá apresentar o relatório final de pós-doutoramento e incluir no mesmo os exemplares da produção científica, que ficarão depositados na Biblioteca da FA.

O referido relatório deverá anexar parecer do orientador científico, que deverá conter informação sobre a qualidade científica dos estudos de pós-doutoramento.

A Comissão Científica dispõe de 30 dias para se rever, ou não, no parecer do orientador. A deliberação ficará registada em ata que será remetida ao Presidente, para efeito da emissão de certificado de Realização de Estudos de Pós-Doutoramento.


6. Matrícula, propinas ou custos de formação

O candidato admitido ao curso de Pós-Doutoramento deverá realizar a inscrição semestralmente, tal como acontece com os restantes alunos da FA, e efetuar os pagamentos inerentes a esse ato.

O valor semestral da propina fixado é de € 750,00 (setecentos e cinquenta euros). O referido valor deverá ser pago ao longo do período definido no plano de trabalhos em que esteja a frequentar o curso.

Na primeira inscrição de cada ano lectivo, ao valor da propina acrescem os montantes das Despesas Administrativas no valor de € 40,00 (quarenta euros) e do Seguro Escolar no valor de € 1,15 (um euro e quinze cêntimos). Estes valores são definidos anualmente, podendo sofrer alterações ao longo do curso.

A FA, em circunstâncias especiais, pode vir a prescindir do valor da propina no todo ou em parte, sempre com a concordância do orientador.